Queda livre

Danio Paiva Ramos
Martes, 01 Marzo 2011
Print
O abismo calça os pés
No peito o horizonte pulsa
Nervos e músculos derramam-se pelo mundo
Como uma mão aberta em grito
O corpo suspende o ar
As lágrimas pisam o chão
Ao verem a multidão esparramada

Desafio
Essa faca
Que rasga o bucho dos morros
Desembucha os nervos da terra
E repartida a carne das vozes
No rebento de novos caminhos
Cantadores desfiam os vales
Desafiam a lei do destino